Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
<<<Voltar

Homem é preso em flagrante pela Polícia Federal ao tentar se registrar como médico com diploma falso no CRM-SC

Publicado em:

Um homem de 42 anos foi preso em flagrante pela Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira, 13/12, na sede do Conselho Regional de Medicina da Santa Catarina (CRM-SC), enquanto tentava obter, com um falso diploma de conclusão de curso, registro profissional de médico, junto à autarquia federal.

De acordo com o CRM-SC, o setor responsável pela inscrição de médicos identificou irregularidades no documento apresentado durante o pedido de inscrição, contatando de imediato a universidade situada neste Estado. Diante do não reconhecimento do diploma pela instituição de ensino, o CRM-SC acionou a Polícia Federal. Os policiais federais prenderam o suspeito em flagrante e o conduziram à Superintendência Regional de Polícia Federal, para prestar esclarecimentos.

O homem, que é natural do Maranhão, responderá por crime de Adulteração de Documento Público. Segundo a PF, o crime de falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro tem pena de reclusão de dois a seis anos e pagamento de multa.

O CRM-SC destaca a importância do trabalho em conjunto com a Polícia Federal, para o êxito da operação, reafirmando o compromisso no combate ao exercício ilegal da Medicina.

O presidente da autarquia federal, Marcelo Lemos dos Reis, reforça a necessidade de as universidades darem publicidade de suas atas de colações de grau diretamente nos seus sites, possibilitando maior transparência e agilidade na checagem das informações. “O combate ao exercício ilegal da Medicina é da tarefa essencial do CRM-SC. A checagem cuidadosa de todos os dados visa resguardar a boa prática da medicina e principalmente, toda a sociedade”.

 

 

Curta e Compartilhe: